Por mais que o ideal fosse comprar à vista, a maioria de nós recorre a um financiamento imobiliário para conseguir realizar o sonho da casa própria. E, na hora de escolher o melhor financiamento, vem toda aquela jornada: pesquisar opções, avaliar propostas, analisar a situação financeira e, finalmente, escolher a melhor alternativa. No entanto, depois disso, o banco ainda precisa conceder a você a aprovação no financiamento.

Afinal, pense: não é apenas você que está fazendo um investimento no imóvel; o banco também estará investindo em você. De uma forma ou de outra, ele precisa ter a garantia de que irá receber esse dinheiro de volta. Se você não é capaz de demonstrar essa garantia, é muito mais difícil obter a aprovação no financiamento.

Por outro lado, existem algumas técnicas simples que podem te ajudar nesse processo. A Donno Imóveis, com experiência no mercado imobiliário, sabe quais são essas técnicas. E foi pensando nisso que nós preparamos este texto. Com as nossas dicas, você poderá conquistar a aprovação no financiamento e, consequentemente, a casa própria.

Confira!

 

5 dicas para obter a aprovação no financiamento

 

1. Tenha uma conta na instituição financeira

Depois de passar por todo aquele processo de comparar opções de financiamento, você finalmente terá optado por um que apresente as melhores condições. Caso ainda não tenha uma conta na instituição escolhida, o primeiro passo é abrir uma.

Quando você é cliente da instituição, é muito mais fácil que ela conceda a aprovação no financiamento. Isso porque ela terá acesso a seu histórico bancário, o que a permite acompanhar de perto, analisar com mais facilidade e aprovar rapidamente.

Neste caso, o ideal é que você escolha uma instituição em que já tem conta. Mas, se isso não for tão interessante, basta criar um pouco antes de solicitar o financiamento.

 

2. Use sua nova conta com frequência

Ainda na mesma linha da dica anterior, apenas criar uma conta pode não adiantar muito. Afinal, o objetivo de ter uma conta na instituição do financiamento é permitir que ela tenha um acesso facilitado ao seu histórico bancário. Na prática, isso significa que você também precisa movimentar a conta.

Logo após criar, utilize-a com a maior frequência que puder. De preferência, concentre sua renda por lá e faça tudo que precisar através dela. Isso aumentará sua movimentação e mostrará ao banco que você tem condições de arcar com as parcelas do financiamento.

 

3. Verifique a situação do seu CPF

Como citamos, a instituição bancária precisa ter uma garantia de que o dinheiro voltará para ela. E que tipo de garantia uma pessoa que tem o nome sujo pode oferecer? Nenhuma, certo? Por isso, mais uma das primeiras coisas que devem ser feitas é regularizar a situação do seu CPF.

E isso vale também para as pessoas que acham que não estão com o nome sujo. Existem casos em que você pode estar nessa situação sem nem saber. Para garantir e não ser pego de surpresa por uma resposta negativa, consulte o Serasa. Se tiver alguma dívida, quite-a antes de solicitar o financiamento.

 

4. Regularize sua situação profissional

Você sabia que a taxa média de trabalhadores na informalidade no Brasil é de mais de 41%? Se este for o seu caso, uma dica para conseguir a aprovação no financiamento com mais facilidade é regularizar sua comprovação de renda.

Se você é autônomo e tem sua própria empresa, por exemplo, o mais recomendado é fazer a sua declaração de Imposto de Renda pessoa física (DIRPF). A maioria dos bancos pede a comprovação de renda formal (contracheque, DIRPF, etc) para poder liberar crédito.

A Caixa Econômica Federal, por exemplo, aceita o DIRPF como comprovação de renda formal, desde que o proponente ao financiamento atenda às regras de obrigatoriedade de declaração.

 

5. Tenha todos os documentos em mãos

Outro ponto indispensável para que a sua aprovação no financiamento ocorra logo de cara é ter todos os documentos exigidos em mãos e devidamente atualizados. Antes mesmo de solicitar o financiamento, informe-se sobre quais são os documentos que a instituição exige. Assim, se precisar ir atrás de algum deles, você pode fazê-lo com antecedência.

A lista pode variar de acordo com o banco, mas, no geral, o que se exige são:

  • RG;
  • CPF;
  • Carteira de trabalho;
  • Comprovante de renda;
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de estado civil;
  • Declaração do Imposto de Renda;
  • Entre outros que a instituição pode vir a solicitar.

 

E aí, já sabe como conseguir a aprovação no financiamento? Seguindo nossas dicas, você poderá conquistar sua casa nova muito em breve. Se tiver gostado deste texto e quiser continuar recebendo conteúdo, siga a Donno Imóveis no Facebook e no Instagram!