Ainda que o mercado imobiliário esteja voltando a crescer e tenha sido um dos menos afetados pela pandemia, vender um imóvel continua sendo uma tarefa difícil. Afinal, quem tiver interesse em comprar precisa investir um valor muito alto — coisa que nem todos têm. Para facilitar o processo de venda, existem algumas técnicas que o atual proprietário pode aplicar. Uma delas é o home staging, assunto deste texto.

Criado pela corretora de imóveis estadunidense Barb Schwarz na década de 70, o conceito rapidamente se difundiu pelo seu país, assim como no Canadá, na Austrália e em alguns países da Europa. Atualmente, estima-se que cerca de 80% dos imóveis vendidos nos EUA passem por um home staging antes de serem colocados à venda.

Por aqui, a técnica ainda não obteve o mesmo destaque que possui em outros locais, mas isso é apenas questão de tempo. Isso porque cada vez mais se fala sobre o assunto, o que mostra que mais imobiliárias, corretores e proprietários estão vendo os benefícios do home staging.

Mas, se você não sabe exatamente o que o termo quer dizer, não se preocupe! Abaixo, a Donno Imóveis te conta o que é home staging, mostra por que é tão importante investir nele e ainda lista 3 dicas para que você também o aplique em seu imóvel antes de vendê-lo. Confira!

 

O que é home staging?

Em uma tradução literal, home staging significa “encenação de casa”. Basicamente, é uma técnica que promove pequenas alterações no imóvel com o objetivo de deixá-lo mais vendável para os compradores em potencial. Com essas mudanças menores, é possível minimizar características negativas e destacar os melhores atributos do local.

Se você já buscou um imóvel para morar em alguma lista na internet, com certeza sabe do que estamos falando. Em uma lista com várias opções, o fator que mais chama a atenção — além do preço e da localização — é o estado de conservação do imóvel.

Quando ele está em bom estado e as fotos são de alta qualidade e evidenciam o que há de melhor nele, é natural que o comprador se sinta muito mais atraído. E é exatamente este o objetivo do home staging: atrair mais compradores e fazer com que os interessados percebam o valor do imóvel.

 

Por que é tão importante investir nesta técnica?

Como nós já mostramos em um outro texto inteiramente dedicado ao assunto, a média de tempo para um imóvel ser vendido aqui no Brasil é de 1 ano e 4 meses. Este dado é, pelo menos para os proprietários, um péssimo indicativo. Quem precisa do dinheiro e quer vender seu imóvel o quanto antes pode acabar se decepcionando.

Se esta já é a média normalmente, imagine para um imóvel cujo estado de conservação não é dos melhores. A tendência é que ele demore ainda mais para ser vendido. E é exatamente por isso que investir no home staging é tão importante.

Lembra que falamos na introdução sobre como o home staging já está muito presente nos Estados Unidos, na Austrália e em alguns países da Europa? Essa tendência se reflete nos números desses países. Enquanto o tempo médio para vender um imóvel no Brasil é de 1 ano e 4 meses, o que observamos em outros é bem diferente:

  • Reino Unido: pouco menos de 6 meses;
  • Estados Unidos: aproximadamente 5 meses;
  • Austrália: cerca de 30 dicas.

Fica muito claro por que o home staging é tão importante, não acha?

 

3 dicas para aplicar o home staging

 

1. Manutenção geral

Sabe aquela parede mal pintada? Aquele azulejo com uma ponta quebrada? Ou até mesmo pequenos problemas elétricos ou hidráulicos? Na hora da visita, eles podem acabar afastando ou diminuindo o interesse de compradores em potencial.

Para evitar que isso aconteça, realizar uma manutenção geral e corrigir esses pequenos problemas pode fazer uma grande diferença. Será necessário certo investimento, mas ele compensará pelo tempo de venda reduzido e pela valorização que o imóvel acabará tendo.

 

2. Aliviar a decoração

Se você mora no seu imóvel há alguns anos, é muito provável que a decoração do local tenha a sua cara — desde objetos decorativos que refletem o seu gosto até retratos de fotos com família e amigos.

Por mais que tudo isso seja muito lindo para você, pode ser que os interessados não achem o mesmo. Afinal, quando um imóvel é muito pessoal, fica difícil se imaginar dentro dele, e essa imaginação é um fator essencial para a compra.

 

3. Fotos bem tiradas

A primeira impressão é a que fica, certo? O primeiro contato dos interessados com o seu imóvel será através das fotos. Depois de todas as modificações de home staging, é imprescindível garantir que as fotos sejam de alta qualidade e mostrem todas as características que devem ser exaltadas.

Portanto, não tire as fotos de qualquer jeito. O mais recomendado é que elas sejam feitas com câmeras profissionais ou semiprofissionais. Se a única opção for o celular, capriche na iluminação e escolha bons ângulos para dar um toque diferenciado.

 

E você, já tinha ouvido falar em home staging? Gostou de saber mais sobre o assunto? Para receber mais conteúdo, siga a Donno Imóveis no Facebook e no Instagram!